PEC da extinção do TCM começa a tramitar na CCJ e Talles Barreto, que é contrário ao fechamento do Tribunal, será o relator

Talles, como deputado municipalista, afirma saber da importância do órgão fiscalizando as contas dos municípios e na orientação aos gestões municipais para evitar equívocos

Em tramitação na Assembleia Legislativa de Goiás, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que tem como objetivo extinguir o Tribunal de Contas do Município (TCM), de iniciativa do deputado estadual Henrique Arantes (MDB), começou a tramitar nesta terça-feira, 25, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. O deputado Talles Barreto (PSDB) foi escolhido relator da PEC, apresentada na Alego no final do mês de abril, com 26 assinaturas.

Talles já se posicionou contra o fechamento do TCM. Segundo ele, como deputado municipalista, sabe da importância do órgão fiscalizando as contas dos municípios e na orientação aos gestões municipais para evitar equívocos. “Seria incoerência minha se fosse favorável [a PEC]. Estou sempre lá, levando prefeitos, corrigindo erros e aprendendo os caminhos da legalidade e da transparência. O TCM cumpre um papel muito importante e é fundamental para os 246 municípios goianos.

Nos bastidores, a informação é de que parte dos parlamentares planeja indicar o deputado Humberto Aidar (MDB), presidente da CCJ, para a próxima vaga. Dos conselheiros, o único que poderia se aposentar é Nilo Sérgio de Resende Neto, por lei. O conselheiro requereu sua aposentadoria no dia 12 de maio e abriu vaga para uma indicação da Assembleia no tribunal. Ernesto Roller, secretário de Governo, também é cotado para substitui-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.