PEC da Educação estará apta para votação em plenário a partir desta quinta-feira

Bruno Peixoto (MDB) afirma que readequações do texto corrigem erros e mantém propósito financeiro. Líder rebate deputados sobre possível vício: “Está totalmente diferente”

Deputado estadual Bruno Peixoto (MDB) | Foto: Felipe Cardoso/Jornal Opção

O líder do governo na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), deputado Bruno Peixoto (MDB), subiu à tribuna nesta quarta-feira, 27, para rebater a tese de possíveis irregularidades do novo texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Educação. Segundo o parlamentar, ao considerar na nova proposta que serão 25% destinados à Educação, o texto se adapta à Constituição Federal.

“O texto diz da seguinte forma: ‘25% para o Ensino’. Não há o que se dizer que são matérias idênticas, são matérias diferentes, ou quase totalmente”, considera Bruno Peixoto, ao relembrar que a nova matéria não difere em questões financeiras, com a mesma expectativa contábil.

Em entrevista, o líder afirmou que a PEC será publicada ainda nesta quarta e que, dessa forma, estará apta para votação em plenário a partir desta quinta-feira, 28.

Em setembro, a Assembleia aprovou a emenda aditiva que propunha a inclusão dos 2% da Universidade Estadual de Goiás (UEG) nos 25% destinados à Educação. Entretanto, a matéria foi derrubada após liminar na Justiça. Com isso, nova proposta foi apresentada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.