PC Siqueira apaga postagem em que afirma ser vítima de fake news e é investigado pela Polícia Civil

Youtuber postou em seus stories no Instagram trecho obscuro de música de Leonard Cohen

O youtuber PC Siqueira publicou nos stories de seu Instagram na madrugada desta segunda-feira, 15, um trecho da música de Leonard Cohen, “You want it darker”. A postagem dizia “You want darker, we kill the flame / Você deseja mais escuridão, nós apagamos a chama”. A publicação ocorre após uma sequência de desdobramentos desde que o youtuber teve uma suposta conversa vazada em um perfil do Twitter em que mostra que ele teria recebido e guardado a foto de uma criança de seis anos nua. O chamado “exposed” foi publicado no dia 10 de junho. Atualmente, o caso é investigado pela 4ª Delegacia de Proteção à Pessoa, do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

Última publicação nos stories de PC Siqueira, após apagar postagem em que afirmava ser vítima de Fake News | Reprodução/Instagram

Pouco mais de 24 horas depois, PC Siqueira escreveu um texto em suas redes sociais em que dizia ter sido vítima de fake news. “Pra quem não sabe, um perfil sem credibilidade, que não sabemos quem faz ou está por trás dele, foi o instrumento para gerar essa fake news. O objetivo era com certeza me descredibilizar, fazer com que minha voz fosse calada e que a opinião pública me agredisse cegamente. Mas se trata de uma mentira escancarada e grotesca!”, disse. A postagem foi apagada na madrugada dessa segunda-feira.


Depois do youtuber ter se defendido em seus perfis nas redes sociais, houve mais vazamentos relacionados ao caso. Uma voz, supostamente sua, afirma: “É, eu meio devo ter um traço disso, porque eu olhei a bunda de uma menina e, no meio da situação, do sexo virtual, aquilo lá me deixou arroused [excitado]”. Além disso, os influencers Rafinha Bastos e Cauê Moura, que compartilhavam do projeto de vídeos no YouTube Ilha dos Barbados, junto com PC Siqueira, cancelaram o projeto.

“Mantive o silêncio até agora, mas o benefício da dúvida se esgotou. Que todos os envolvidos sejam submetidos à lei. Que essa criança seja salva com urgência. No momento, eu e Rafinha não vemos mais sentido em seguir com as atividades do Ilha dos Barbados. Estamos perplexos e decepcionados”, Cauê se pronunciou em seu perfil no Twitter.

Em vídeo publicado nesta segunda, Rafinha disse: “Apesar de toda raiva que estou sentindo, não quero que o sujeito morra. Quero que pague pelos crimes, porque se ele se matar, não vou saber quem é essa mãe e isso pode continuar acontecendo. É quase que empurrar esta m**** para debaixo do tapete. Que viva, que pague pelos crimes e que diga que crimes foram esses”.

PC Siqueira chegou a comentar o vídeo divulgado pelo colega. “Rafinha, atende meu telefone”, que foi posteriormente excluído. Não se sabe se por Rafinha Bastos ou pelo próprio PC Siqueira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.