PC prende superintendente de Saúde do RJ suspeito de desviar recursos de combate à Covid-19

Operação Mercadores do Caos investiga esquema fraudulento que pode ter desviado mais de R$ 18 milhões destinados à compra de respiradores para tratamento de pessoas com coronavírus

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta quarta-feira, 17, o superintendente de Orçamento e Finanças da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, Carlos Frederico Verçosa Duboc e o empresário Anderson Bezerra. Ambos foram presos em decorrência da Operação Mercadores do Caos que investiga supostas fraudes na aquisição de respiradores para tratamento de pacientes com a Covid-19.

Os equipamentos teriam sido comprados emergencialmente, no entanto, nunca foram entregues. Duboc foi preso em casa, em Niterói. Cabia à ele autorizar as despesas. Bezerra, por sua vez, em Andaraí, Zona Norte do Rio.

O esquema fraudulento pode ter desviado mais de R$ 18 milhões dos cofres públicos. Além desses, a PCRJ cumpre outros quatro mandados de busca e apreensão no Rio e outros cinco em Brasília.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.