PC desarticula quadrilha especializada em fraudar contas de energia em Goiás

Prejuízo mensal chegava a R$ 200 mil por mês. 18 pessoas foram presas em quatro cidades goianas

Divulgação

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes (GREF), da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC), desarticulou uma associação criminosa que fraudava débitos junto a Enel, empresa fornecedora de energia elétrica no Estado de Goiás.

Além do crime de furto de energia elétrica, os criminosos usavam funcionários da empresa para transferir a titularidade da unidade consumidora — e, por consequência, da dívida — para pessoas que já faleceram .

Após algum tempo, a titularidade retorna para o real proprietário, entretanto, a dívida continua vinculada ao CPF de terceiro. O prejuízo chegava a R$ 200 mil por mês.

A investigação durou cinco meses e identificou ao menos 44 pessoas envolvidas no esquema fraudulento, entre funcionários da empresa, técnicos e captadores de clientes, coordenador da atividade ilícita e beneficiados pela extinção do débito.

A Polícia Civil cumpre nesta quinta-feira (5) 18 mandados de prisão temporária e 18 mandados de busca e apreensão. A ação conta com mais de cem policiais e é desenvolvida nas cidades de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Nerópolis e Anápolis.

Deixe um comentário