PC desarticula quadrilha especializada em fraudes bancárias em Goiás e Tocantins

Criminosos praticavam crimes cibernéticos. Uma instituição bancária calculou prejuízo de R$ 1 milhão

Policiais civis de Goiás e Tocantins, além da Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança, cumpriram, nesta terça-feira (8/5), quatro mandados de busca e apreensão de dois veículos de luxo, além de dois foragidos nos Estados de Goiás e Tocantins.

A Operação Ostentação cumpriu diligências nos dois Estados com o objetivo de desarticular uma organização criminosa especializada na prática de fraudes bancárias via internet, que já causou prejuízos a uma instituição bancária calculados em R$ 1 milhão. Ao todo, estima-se que clientes de 23 estados tenham sido lesados pela ação da quadrilha.

De acordo com as investigações, coordenadas pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos do Tocantins (DERCC-TO), os crimes eram praticados possivelmente com a utilização de máquinas virtuais em serviços de nuvens, com servidores instalados dentro e fora do país, e, através softwares maliciosos, possivelmente infectavam os dispositivos utilizados pelas vítimas para acessarem o internet banking, apoderando-se a, partir de então, dos dados dos clientes.

A operação resultou na expedição de cinco mandados de prisões temporárias, sete mandados de busca e apreensão, sete ordens de sequestros de veículos de luxos, bem como imóveis, além do bloqueio do importe de R$ 1 milhão nas constas bancárias dos suspeitos. Em Goiás, foram apreendidos uma Land Hover e um automóvel marca BMW.

A investigação foi deflagrada após serem identificados que clientes de 23 Estados do país tiveram suas contas bancárias invadidas e os valores furtados para realizações de transações ilícitas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.