PC deflagra operação contra sonegação em venda de eletrônicos em Goiânia

Três lojas de do Setor Campinas são investigadas por venda de produtos sem nota fiscal. Um dos proprietários foi preso em flagrante 

Foto: Divulgação / PCGO

Equipes da Secretaria da Fazenda e da Delegacia de Repressão a Crimes da Ordem Tributária (DOT), com o apoio do Batalhão Fazendário da Polícia Militar, realizaram nesta quinta-feira (1/3) operação em estabelecimentos acusados de sonegar impostos na venda de eletro-eletrônicos em Goiânia.

Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão em lojas no Setor Campinas que estariam sem cadastro e vendendo produtos sem notas fiscais, o que incorre na prática de sonegação do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). No total, os policiais apreenderam R$ 130 mil em espécie.

O proprietário da empresa JL Variedades foi preso e será conduzido para a DOT, onde será autuado em flagrante pelo crime contra a ordem tributária. O nome da operação Renminbi, moeda oficial da China, foi atribuído em virtude do fato de a empresa ser de propriedade de chineses.

Mais detalhes sobre a investigação serão prestados em durante coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (1) pelo delegado fiscal de Goiânia, Fernando Bittencourt, e a titular da DOT, Ana Cláudia Stoffel.

2
Deixe um comentário

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
ziro

Está de parabéns os responsáveis pela fiscalização conduzida pela Delegacia Tributária, eu mesmo, deixei fazer reparos em celular nestas lojas, porque eles não fornecem notas fiscais dos serviços e das peças, além disso não fornecem garantia do serviço. O mais grave, que na região tem um posto do Procon Estadual no vapt vupt, que não faz nada, que nega as reclamações por falta de notas fiscais, que inclusive nem ao menos fiscaliza.

Márcio

Agradeço a sonegação fiscal.pq e assim que eu sobrevivi. A muitos altos e baixos