Pazuello afirma que a falta de oxigênio em Manaus durou apenas 3 dias; senadores se revoltam

Eduardo Braga (MDB-AM) afirmou que ex-ministro estaria mentindo e que a carência desse insumo teria durado mais, levando muitos cidadãos amazonenses à morte

Durante seu depoimento na CPI da Pandemia na manhã desta quarta-feira, 19, Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, afirmou que o estado do Amazonas teria sofrido com a falta de oxigênio por apenas 3 dias. Segundo ele, o Ministério da Saúde teria sido informado sobre a falta desse insumo no dia 10 de janeiro, passando então a tomar as medidas necessárias e fazendo com que esse estoque voltasse a ser positivo no dia 15 de janeiro. No entanto, essa afirmação revoltou senadores como Eduardo Braga (MDB-AM), que afirmou que a carência desse insumo teria durado muito mais, levando muitos cidadãos amazonenses à morte. Diante dessas discordâncias foi instaurada uma discussão acalorada entre os presentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.