Paulo Magalhães sobre Nexus: “É preciso ‘brecar’ os que só pensam no lucro”

Vereador questiona ação de grupos do ramo da construção civil que estariam construindo grandes empreendimentos sem respeitar a lei

Vereador Paulo Magalhães questionou megaempreendimento no Setor Marista | Alberto Maia/Câmara de Vereadores

Vereador Paulo Magalhães questionou megaempreendimento no Setor Marista | Alberto Maia/Câmara de Vereadores

O vereador Paulo Magalhães (SD) sugeriu que empresários do ramo da construção civil paralisem os projetos de edificações que prejudiquem o meio ambiente da capital, durante sessão plenária desta quarta-feira (28/10).

O vereador citou o empresário Ilézio Inácio Ferreira, dono da Consciente Construtora, que, em sociedade com Júnior Friboi, constrói o Nexus Shopping e Business, no Setor Marista.

“É preciso dar uma ‘brecada’ nos grupos de empresários da construção civil que só pensam no lucro e esquecem da vida. Nesse caso não foi feito corretamente o Estudo de Impacto de Vizinhança [EIV], sem as assinaturas corretas e algumas que nem existiram”, discursou, quando defende reaproveitamento de água nos canteiros de obras de edifícios em construção.

O megaempreendimento do Marista está sendo investigado pela 7ª Promotoria de Justiça de Goiânia do Meio Am­bi­ente, Patrimônio Cultural e Urba­nismo do Ministério Público de Goiás (MPGO). O Jornal Opção mostrou que assinaturas de entrevistados na pesquisa de opinião do Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) se assemelham em muitos casos.

A reportagem apontou ainda que há a possibilidade de falsificação. A pesquisa faz parte do EIV, necessário para obter o alvará de Uso de Solo para início das construções. Por isso, avalia-se que o ato administrativo que liberou o alvará foi praticado com crime.

Nesta semana, integrantes da CEI das Pastinhas protocolaram ação popular pedindo o cancelamento do alvará de construção do empreendimento.

Leia mais:
Vereadores protocolam ação para cancelar alvará do Nexus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.