Paulo Guedes questiona gestão de Marcos Pontes e chama o ministro de ‘burro’

 “Às vezes eu mesmo me pergunto o que estou fazendo aqui”, disse o ministro da economia; apenas Tarcísio de Freitas foi elogiado por Guedes

Ministro Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes | Foto: Reprodução

Durante reunião realizada nesta terça-feira, 26, o ministro da Economia, Paulo Guedes, fez diversos desabafos sobre a gestão do país. Além de dizer que em alguns momentos questiona a si mesmo acerca de suas ações no governo, chegou a chamar o líder da pasta de Ciência e Tecnologia de “burro”. As declarações foram realizadas durante encontro de Guedes com integrantes da comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados.

O foco inicial do encontro foi o debate do retorno de R$ 600 milhões ao orçamento do Ministério da Ciência. Na ocasião, Guedes aproveitou para criticar que os ministros não utilizam o orçamento disponibilizado e acabam por deixar os valores parados. Para Guedes, o dinheiro público vem sendo gerido com “muita incompetência”.

Apesar de não ter mencionado diretamente o nome de Pontes, diversas vezes o líder da pasta de Economia se referiu ao colega como “astronauta”. Na conversa, deu a entender que o ministro de Ciência e Tecnologia ‘vive no espaço’ e não entende sobre gestão. Especificamente sobre essa pasta, Guedes afirmou que 50% do orçamento não foi utilizado, e que o dinheiro só foi usado em “foguetes”.

De acordo com informações reveladas pela coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, seu próprio papel no governo já foi questionado por Guedes.  “Às vezes eu mesmo me pergunto o que estou fazendo aqui”, confidenciou.

Quem também foi criticado pelo ministro da Economia foi o de Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. Segundo Guedes, Marinho teve um “pirepaque” em julho, logo após perder parte de seu orçamento. O ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni também teve seu nome mencionado pelo líder da pasta de economia.

Isso, porque Guedes concordou com a fala de um parlamentar que disse que a verba gasta por Lorenzoni foi direcionada apenas a “campinhos de futebol”. Por outro lado, Tarcísio de Freitas, da Infraestrutura, foi o único elogiado pelo líder da pasta de Economia. Segundo ele, Freitas é um exemplo de quem investe na área que comanda logo que recebe os recursos do Governo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.