Paulo Garcia inicia negociações para desocupação da Câmara e discute segurança pública com Marconi

O prefeito Paulo Garcia (PT) se reuniu na manhã desta segunda-feira (17/6) com integrantes do Comitê de Segurança Pública do Estado a fim de buscar consenso e estratégias para que a desocupação da Câmara de Vereadores por servidores da educação em greve seja pacífica. Por ora, ficou deliberado que na quarta-feira (18), às 9h, será realizada uma reunião entre comando de greve dos servidores e o Comitê de Crise, presidido pelo coronel da Polícia Militar Edson Costa e composto por membros do Ministério Público (MPGO), da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Goiás e da Ordem dos Advogados do Brasil em Goiás (OAB-GO). O encontro será na sede da Secretaria de Segurança Pública de Goiás, no Setor dos Aeroviários.

Em seguida, a pedido do governador Marconi Perillo (PSDB), Paulo Garcia seguiu para o Palácio Pedro Ludovico para audiência reservada. O assunto, ainda não divulgado, é a segurança pública da capital. O petista, na ocasião em que discutiu apoio do governo para aquisição de caminhões compactadores de lixo, comentou com o tucano quanto à necessidade de medidas conjuntas entre a prefeitura e o Estado para resolver a questão da violência, e o governador resolveu amadurecer o assunto.

A ideia é potencializar, com apoio do governo estadual, as ações promovidas pelo município junto a moradores de rua e dependentes químicos, com vistas a reduzir o índice de violência em Goiânia, que sofreu alta nas duas últimas semanas –– com mais de 30 assassinados na capital e região metropolitana entre quinta-feira da semana passada e a madrugada de segunda-feira.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.