Paulinho Graus diz que “não tem tempo” para ser líder de Iris na Câmara

Mesmo assim, vereador garante que estará na base do prefeito “para ajudar com as boas propostas para a cidade”

Paulinho Graus | Foto: Alberto Maia

O vereador Paulinho Graus (PDT) negou, durante entrevista ao Jornal Opção na manhã desta segunda-feira (29/1), que assumirá a liderança do prefeito na Câmara Municipal de Goiânia.

“Tenho um compromisso de disputar mandato de deputado estadual e isso toma tempo. Para ser líder tem que se dedicar quase que exclusivamente às pautas do Paço, dia, noite, sábado, domingo, tem que estar preparado, senão não terá êxito. Eu não tenho tempo, não posso ocupar isso”, argumentou.

Tido como o mais cotado para o posto, fontes revelaram à reportagem que o pedetista acabou vetado na última sexta-feira (26) após avisar o casal Iris de que não poderia assumir compromisso com a candidatura da primeira-dama à deputada federal.

Paulinho Graus fechou apoio a outro casal: Flávia e George Morais. A dupla que comanda o PDT em Goiás tenta emplacar o vice em uma chapa majoritária e dará toda a estrutura para que o vereador consiga uma cadeira na Assembleia Legislativa.

Mesmo ante o impasse com o Paço, Paulinho Graus garantiu que não deixará a base de apoio e está comprometido com os projetos de Iris. “Talvez eu não seja líder por que não vou ter tempo, mas quero ajudar o prefeito, estou pronto para o que ele tiver de propostas boas, estou com ele”, arrematou.

Com a saída do pedetista do páreo, a discussão para a liderança de Iris na Câmara voltou à estaca zero. Há uma reunião marcada para a tarde desta segunda (29) e é grande a chance de que a reunião de terça (30) — que anunciaria a liderança — seja desmarcada.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.