Patrulha Rural da PM de Goiás serve de referência ao Ministério da Segurança Pública

Pasta, em parceria com a CNA, assinou a criação do Grupo de Trabalho Bilaterial para debater e sugerir ações contra criminalidade no campo

Foto: Divulgação

O Ministério da Segurança Pública e a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) assinaram nesta quarta-feira (8/8), em Brasília (DF), a criação do Grupo de Trabalho Bilaterial para debater e sugerir soluções conjuntas de combate à criminalidade no campo. Durante a apresentação, o ministro Raul Jungmann utilizou como modelo de trabalho bem-sucedido a Patrulha Georreferenciada da Polícia Militar do Estado de Goiás, instalada em 2016, e que deu base para a criação do ProRural – Programa de Prevenção, Controle, Repressão e Redução a Crimes Rurais.

A Patrulha Rural Georreferenciada da PMGO tem por objetivo estreitar o vínculo de confiança entre os produtores rurais e a Polícia Militar, facilitando a localização das propriedades e garantindo mais segurança no atendimento às comunidades que vivem e trabalham no campo. A tecnologia passou a ser uma forte aliada no combate aos crimes praticados nas propriedades rurais, a exemplo de furtos e roubos, conferindo mais agilidade nos atendimentos às ocorrências e intensificando a eficiência na segurança rural.

A Patrulha Rural Georreferenciada está presente em mais de 60 municípios do Estado, com mais de 8 mil propriedades cadastradas. Ao mesmo tempo foi criada a Delegacia de Crimes Rurais e de Divisas da Polícia Civil de Goiás. No mês de maio deste ano, o Governo de Goiás lançou o ProRural, que promove a integração dos trabalhos das duas forças.

Nacional

O presidente da CNA, João Martins, e o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, instalaram o Grupo de Trabalho Bilateral, que terá a participação de representantes do ministério da Segurança Pública e do Sistema CNA. A iniciativa surgiu a partir da entrega do estudo da CNA sobre a criminalidade no campo, ao ministro Raul Jungmann, em maio desse ano. O estudo, desenvolvido pelo Instituto CNA, aponta o grave quadro de insegurança no meio rural e apresenta propostas para o combate e o efetivo enfrentamento de crimes que atingem produtores, familiares e trabalhadores rurais. (Com informações da Agência Brasil).

Deixe um comentário