Patrícia Carrijo deve ser reconduzida à presidência da Asmego

Patrícia é a primeira juíza a dar continuidade na presidência da entidade no biênio 2022-2023 

Nesta segunda-feira, 8, a Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego), recebeu o registro de chapa única para concorrer a eleição da nova diretoria ao biênio 2022-2023. Com isso, juíza Patrícia Carrijo, primeira mulher a presidir a entidade cinquentenária, vai concorrer à reeleição. A eleição ocorrerá no dia 8 de dezembro. 

Na chapa estão o desembargador Luiz Cláudio Veiga Braga como vice-presidente e o desembargador Homero Sabino de Freitas como segundo vice-presidente.

“Dois anos não foram suficientes para realizarmos todos os nossos projetos, sobretudo em meio a um cenário de pandemia, que dificultou o trabalho de todos. Mesmo assim, tivemos muitas conquistas e temos disposição para fazermos muito mais”, afirmou a presidente.

Candidato a vice-presidente, desembargador Luiz Cláudio Veiga Braga ressaltou que a reeleição de Patrícia é um pleito legítimo. “O primeiro ponto é que é de direito darmos a ela um novo mandato, em respeito e gratidão ao belíssimo trabalho que tem feito. O segundo é que essa chapa única nos revela uma classe unida, confluente e convergente. Mostra que estamos marchando em uma linha de defesa dos interesses classistas”, declarou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.