Pastores suspeitos de mandar matar fiel são presos dentro de igreja

Crime ocorreu há mais de um ano, mas só agora evidências levaram à possível culpa do casal de religiosos

A polícia do Espírito Santo prendeu, no início de abril, um casal de pastores suspeitos de serem mandantes do assassinato de um fiel. A prisão foi feita dentro da igreja dos religiosos.

Eles são acusados de terem contratado um matador de aluguel de 34 anos para realizar o crime, ocorrido em março de 2018. De acordo com a polícia, o casal e a vítima enfrentavam uma disputa por um terreno, que era dividido entre eles.

Segundo o delegado, parte do terreno foi dado à vítima como pagamento de uma dívida de um boleto trabalhista vencido. Quando a dívida foi quitada, o casal queria que o rapaz deixasse suas terras, o que não aconteceu.

Começou então uma sequência de boicote, que incluiu corte de água e luz da casa dele. A vítima morava com a mulher e o filho quando foi morto. As evidências levaram a polícia a entender que os pastores foram os mandantes, já que eles pagaram o advogado do assassino.

Ainda não há registros, no entanto, de pagamento ao próprio executor do crime.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.