Pastor que disse orar por morte de Paulo Gustavo será processado por homofobia

Postagem, feita no Instagram, foi apagada depois de causar revolta entre internautas. Religioso seria braço direito da liderança em Alagoas de uma das maiores igrejas evangélicas 

Grupos defensores de direitos humanos, LGBT e simpatizantes estão se unindo para processar o pastor José Olímpio, de Alagoas, por homofobia.

Em publicação na rede social Instagram, o religioso declarou orar pela morte do ator Paulo Gustavo. O ator e humorista está internado desde 13 de março com Covid-19, e seu estado é gravíssimo, estando respirando por meio de um pulmão artificial – o Ecmo [sigla em inglês para Oxigenação Extracorpórea por Membrana].

O post de José Olímpio causou revolta entre os internautas e o pastor retirou sua manifestação do ar. Mas os “prints” da postagem não deixaram a declaração sumir. Confira a publicação:

 

O site Fuxico Gospel afirmou que Olímpio é “braço direito do presidente da [Igreja] Assembleia de Deus em Alagoas.

O ator Paulo Gustavo vive com o dermatologista Thales Bretas e o casal tem dois filhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.