Pastor Felipe Heiderich fala pela primeira vez sobre denúncia de pedofilia. Assista

Em vídeo de 15 minutos, religioso negou acusações e disse que foi ameaçado por advogado da esposa, a pastora Bianca Toledo

Acusado de abusar do enteado de apenas 5 anos, o pastor Felipe Heiderich veio a público pela primeira vez para falar sobre a denúncia de pedofilia feita pela própria esposa, a pastora Bianca Toledo.

Em um vídeo de pouco mais de 15 minutos de duração, publicado nesta quarta-feira (13/9) no YouTube, o pastor evitou dar detalhes sobre o caso, mas em todo o momento se defendeu, alegando total inocência.

“Sempre achei que todo mundo era inocente até que se provasse ao contrário, mas o que eu vivi nestas últimas semanas me provou que todos são culpados, até que se prove ao contrário”, afirmou.

Com o cabelo raspado e claramente abatido, Felipe se emocionou ao falar do enteado. “Até o dia 12, eu estava feliz com minha família, com a criança que eu mais amei nessa vida”, disse. “Só existe um laudo oficial sobre o abuso e esse laudo diz que sou inocente”, acrescentou.

O pastor também negou que teria tentado suicídio, conforme relatou sua esposa. Segundo ele, os remédios que ingeriu eram para fazê-lo dormir.

Durante os dias que ficou preso, Felipe relata que foi visitado pelo advogado de sua esposa, que teria o ameaçado para aceitar a anulação do casamento. “Falei que não iria aceitar para mostrar para ela que isso tudo é uma loucura”, argumentou.

“Quando José do Egito foi preso por estupro, o Senhor deu graça a José na prisão e Ele deu a mim também […] No dia em que saí da prisão, fui aplaudido pelos policiais e outros detentos”, contou, visivelmente emocionado.

Por fim, Felipe agradeceu o apoio que tem recebido de pastores de todo o Brasil e de sua família; e reforçou que irá permanecer intercedendo para que “a verdade venha à tona”. Confira:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.