A partir de 2017, SUS vai ofertar vacinas contra HPV para meninos de 12 e 13 anos

Faixa-etária será ampliada gradativamente e em 2020 serão vacinados meninos entre 9 e 13 anos; no ano que vem, meninas com 14 anos também poderão ser imunizadas

O Ministério da Saúde anunciou, nesta terça-feira (11/10), que a vacina contra o HPV será disponibilizada para a população masculina de 12 e 13 anos no Sistema Único de Saúde (SUS). A vacina entra na rotina do Calendário Nacional de Vacinação a partir de janeiro do ano que vem e até 2020 a faixa-etária será ampliada gradativamente, até chegar aos meninos que tenham entre 9 e 13 anos.

A partir de janeiro de 2017 serão incluídas também as meninas que chegaram aos 14 anos sem a vacina ou que não completaram as duas doses. Atualmente, o SUS oferta o tratamento preventivo para o público feminino de 9 a 13 anos. Desde a incorporação da vacina em 2014, foram imunizadas 5,7 milhões de meninas com a segunda dose, o que corresponde a 46% do total de brasileiras nesta faixa etária.

O governo federal espera imunizar 3,6 milhões de meninos no ano que vem, além de 99,5 mil crianças e jovens de 9 a 26 anos que vivem com HIV/Aids, que também passarão a receber as doses. Serão compradas seis milhões de doses, por R$ 288,4 milhões.

“A ampliação da vacina é mais um avanço que conseguimos fazer, aproveitando essa redução de doses no grupo das meninas para ampliar a oferta também para os meninos. É muito importante a inclusão dessa faixa-etária. Precisamos estimular esta faixa a participar das mobilizações para vacinação”, afirmou o ministro da Saúde,Ricardo Barros em entrevista coletiva a jornalistas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.