Parlamentares querem a abertura de uma nova CPI da pandemia

Apagão de dados, boicote à vacinação infantil e ataques a técnicos da Anvisa são principais motivos para pedido

Comissão da CPI da Covid-19 pediu abertura de nova CPI da pandemia. | Foto: reprodução

O senador Randolfe Rodrigues (Rede) anunciou, na última terça-feira (11), que protocolou requerimento para nova Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pandemia, nos moldes daquela de 2021. A motivação seria fatos recentes como a continuidade do “apagão de dados” da saúde e a polêmica e o atraso da vacinação de crianças. Além disso, o parlamentar ressaltou a insuficiência de provisão para doses de reforço em 2022 e os ataques do presidente a técnicos da Anvisa.

O relator da CPI da Pandemia, Renan Calheiros (MDB), declarou apoio à proposta de Randolfe. O senador afirmou que há fatos que ainda precisam discutidos, como o boicote à vacinação infantil. “O Congresso está omisso diante do resgate do genocídio. Eles só respeitam CPI”, criticou Calheiros, referindo-se ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Omar Aziz (PSD), presidente da CPI da Covid-19, relembrou que, na última segunda-feira (10), o apagão no sistema do ConecteSUS, aplicativo que emite certificados de vacinação, completou um mês. O senador alertou que o país só conseguirá conter a nova onda de contaminação se a Saúde souber da real intensidade da doença no país, que piorou com a Ômicron. “É muito importante que os dados sejam recuperados. Um momento crítico em que precisamos de todas as informações para podermos vencer o inimigo”, afirmou Aziz.

A criação de uma nova CPI depende da assinatura de um terço dos 81 membros do Senado, ou seja, 27 senadores.

Uma resposta para “Parlamentares querem a abertura de uma nova CPI da pandemia”

  1. Avatar Edson disse:

    Esses fanfarrões do dinheiro público, senadores Randolf Rodrigues, Renan Calhorda e Omar Azilado, deviam era criar vergonha na cara. O Senador devia criar a CPI da CPI, onde esses calhordas seriam investigados, pois politizaram uma coisa séria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.