Parlamentares do PT se articulam para fortalecer campanha de Lula em Goiás

O ex-presidente Lula afirmou, pela primeira vez, que será candidato à Presidência da República em 2022.

Após o ex-presidente Lula afirmar, pela primeira vez, que será candidato à Presidência da República em 2022, frase divulgada na edição desta semana da revista francesa “Paris-Match”, parlamentares do Partido dos Trabalhadores (PT) em Goiás se manifestaram sobre o anúncio já previsível desde que o Superior Tribunal Federal (STF) anulou as condenações de 4 processos contra o ex-presidente tornando-o elegível.

Para o vereador por Goiânia, Mauro Rubem, o PT em Goiás irá articular para as eleições de 2022 para ter uma chapa competitiva de deputados estaduais e federais, além de uma chapa própria para a disputa do governo de Goiás. “Mas vamos buscar as alianças. O fato do Lula ser candidato irá nos favorecer muito no sentido de que está cada vez mais claro da tragédia que o país foi levado com o golpe que se estabeleceu em 2016 e agora é o momento de revigorar e retratar o país”.

Em relação as possíveis alianças que o PT pode firmar em Goiás, Mauro Rubem pontua em uma formação de chapa com partidos da mesma linha ideológica com a sigla. “Acredito em uma aliança no campo democrático popular com o PSOL, PSD, PDT, PC do B e outros partidos que naturalmente estão mais adequados conosco”.

A deputada estadual Adriana Accorsi destaca que embora já esperasse essa afirmação devido as últimas movimentações de Lula, o anúncio do ex-presidente em que poderá ser candidato renova as esperanças. “O Lula representa e personifica, neste momento, a esperança de voltarmos a ser um país feliz e com dignidade. E em Goiás faremos tudo para contribuir para a vitória e, para isso, vamos dialogar com forças políticas progressistas e democráticas”.

Nesta perspectiva, o deputado federal Rubens Otoni pontua que “Lula é candidato natural. Mas o PT na hora certa saberá definir a melhor maneira de encaminhar”. Segundo Otoni, em Goiás o partido está aberto para conversar com todos que “acreditarem e estiverem dispostos a apoiar o nosso projeto nacional”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.