Para presidente do Sindifisco, discussão sobre Estados na reforma tributária será dura

Paulo Sérgio aposta em tramitação complexa e afirma que Sindicato promoverá debates sobre tema em Goiás

A Reforma Tributária é um tema de extrema complexidade, terá tramitação extensa, mas é pauta urgente: são essas as primeiras impressões do presidente do Sindicato dos Auditores Fiscais do Estado de Goiás (Sindifisco-GO), Paulo Sérgio. Para o líder sindical, que promete trazer debates sobre o tema para o Estado, é importante dar atenção à remodelação da justiça fiscal.

Em entrevista ao Jornal Opção, Paulo Sérgio destaca que existem mais de uma proposta de reforma. A mais avançada, entretanto, se encontra na Câmara dos Deputados e deve começar a tramitar já nas próximas semanas. Para o presidente do Sindifisco em Goiás, é possível que aconteça uma espécie de fusão entre as propostas.

Sobre o item mais delicado do tema, que tange à autonomia dos Estados, Paulo Sérgio afirma: “Vai ser muito difícil porque os Estados têm direito de defender suas autonomias, então essa discussão em nível de parlamento vai ser dura, vai ser extensa, não vai ser algo da noite para o dia”.

Apesar de pontuar as dificuldades naturais que  matéria deve enfrentar, o sindicalista destaca que é um tema importante para rever o sistema tributário. Segundo ele, a questão da justiça fiscal precisa ser trabalhada.

“Hoje no Brasil quem paga mais é quem ganha menos. Você coloca toda carga no consumo, porque todo o salário de quem ganha menos de dois salários mínimos é para consumir. E se eu carregar no consumo eu vou prejudicar aqueles que tem o salário menor e vou deixar acumulam patrimônio e fazem seus investimentos livres de tributação”, finalizou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.