Para presidente da CCJ, não há tempo hábil para adiamento da eleição da Mesa Diretora

Vereadores suplentes articulam mudança da votação para fevereiro de 2019 

Vereadora Sabrina Garcêz (PTB) | Foto: Divulgação

A vereadora Sabrina Garcêz (PTB) disse, em entrevista ao Jornal Opção, que não vê tempo hábil para adiamento da eleição para a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Goiânia. A votação está marcada para o dia 20 de dezembro, mas vereadores suplentes articulam uma possível mudança da data prevista para fevereiro de 2019.

“Isso já está determinado na Lei Orgânica do município, está no regimento interno da casa, para isso ser alterado tem que ter uma mudança no regimento”, afirmou Sabrina, que não vê tempo para que isso seja feito agora. Segundo ela, teria que haver uma votação para decidir o adiamento, o que só seria possível para uma próxima eleição.

Candidatura

A vereadora ainda declarou que não é pré-candidata à presidência da Mesa. “O grupo que eu faço parte quer o bom andamento da Casa e uma Câmara mais independente, mas eu não coloquei meu nome à disposição”, disse.

De acordo com a petebista, agora é o momento de esperar a manutenção dos espaços que a oposição tem hoje e citou uma possível mudança na composição da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.