Para presidente da Acieg, fusão de ministérios tem que ser estudada

Para Euclides Siqueira, pastas se parecem, mas são diferentes

Foto: Reprodução/Facebook

O presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Goiás (Acieg), Euclides Siqueira, disse ao Jornal Opção que fusão dos ministérios da Fazenda, Planejamento, Indústria e Comércio tem que ser estudada antes de uma decisão final. Para ele, as pastas se parecem, mas operam em caminhos opostos.

“De um lado você tem pastas que promovem o desenvolvimento e, de outro, pastas que têm a obrigação de diminuir os gastos do estado”, disse. Para Euclides, a Indústria e o Comércio são pastas que têm que caminhar juntas, mas colocá-las no mesmo ministério que a Fazenda e o Planejamento pode provocar uma regulação maior dessas últimas sobre as primeiras.

A fusão das pastas da Fazenda, Planejamento, Indústria e Comércio em um superministério foi anunciada na terça-feira (30/10) por Jair Bolsonaro (PSL), eleito presidente da República no último domingo (28/10). Para Euclides, o governo ainda está no início da transição e precisa, antes, entender quais os problemas econômicos que o país enfrenta para chegar a uma decisão final.

“É uma discussão aberta, ainda não tem nada definido, o que foi falado agora pode mudar de hoje para amanhã”, afirmou, na esperança de uma análise cautelosa por parte da equipe do futuro presidente. Segundo ele, somente depois de uma decisão mais concreta, pautada em estudos da conjuntura do país, é que se pode discutir de fato o tema.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.