Jovair Arantes: “Eduardo Cunha foi muito importante para o Brasil”

Deputado goiano ressalta atuação do ex-presidente da Câmara Federal no processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT)

Deputado federal Jovair Arantes fala sobre sucessão na presidência da Câmara dos Deputados | Foto: Larissa Quixabeira / Jornal Opção

Deputado federal Jovair Arantes fala sobre sucessão na presidência da Câmara dos Deputados | Foto: Larissa Quixabeira / Jornal Opção

Tido como aliado do ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o deputado federal Jovair Arantes (PTB-GO) afirmou na manhã desta segunda-feira (18/7) que ainda não é certa a cassação do mandato de Cunha e defendeu a importância do peemedebista à frente da presidência.

“Entendo que Cunha foi muito importante para o Brasil na questão do impeachment da presidente Dilma, mas nesse momento está passando por muitas dificuldades”, disse Jovair. Para ele, seria uma precipitação dizer que a cassação do mandato de Cunha é inevitável. “Acho que [o processo de cassação] será um tema muito controverso em agosto e entendo que ainda não existe nenhuma decisão final de julgamento sobre ele. É uma precipitação, mas, de qualquer forma, a Câmara é política e faz um julgamento político.”

Na última quinta-feira (14/7), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara decidiu, por 48 votos a 12, rejeitar o parecer do relator do recurso de Cunha na CCJ, Ronaldo Fonseca (PMDB-BA), que recomendou que o processo voltasse ao Conselho de Ética da Casa. Com isso, a CCJ encerrou a fase de recursos e deve enviar para o Plenário o processo de cassação.

A votação em plenário ficou para depois do recesso legislativo, em agosto, mas Eduardo Cunha já afirmou que vai recorrer da decisão da CCJ no Supremo Tribunal Federal (STF). A defesa quer que o processo volte para o Conselho de Ética, onde a cassação foi aprovada, sob o argumento de que a votação seria nula, pois deveria ter sido por meio eletrônico e não nominal ao microfone, como ocorreu.

O novo presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ), eleito depois que Eduardo Cunha, já então afastado, decidiu renunciar ao cargo, disse que não definirá uma data para a votação do processo de Cunha. Ele ponderou que o desfecho do processo deve ocorrer “dentro das regras da Casa” e quando houver “quórum adequado”.

Eleição

Sobre a nova presidência da Câmara dos Deputados, Jovair Arantes, uma das lideranças do Centrão, minimizou a derrota do bloco, que apoiava a candidatura de Rogério Rosso (PSD-DF). Arantes e Rosso ficaram em evidência no cenário político nacional por ocuparem as funções de relator e presidente, respectivamente, da comissão especial que avaliou o mérito da abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT) na Câmara dos Deputados.

“É evidente que ter o presidente da Câmara é importante, mas mais importante é ter unidade porque quem vota são os 513 deputados. Essa eleição não muda o contexto e nem a fórmula política do trabalho desse grupo que a imprensa chama de ‘centrão’. Estaremos unidos, trabalhando pela recuperação do Brasil”. O chamado centrão inclui PP, PSD, PTB, PR, PSC, SD, PRB, PROS, PHS e PSL, formando um bloco com pelo menos 170 deputados.

Rodrigo Maia foi eleito para suceder Eduardo Cunha em um mandato tampão até janeiro de 2017. Em fevereiro, serão realizadas novas eleições para um novo mandato de biênio, e é nessa disputa que está o interesse de Jovair Arantes. “Desde quando surgiu a perspectiva de ser candidato nesse mandato tampão eu já disse que não aceitaria, porque entendo que o trabalho que venho fazendo todos esses anos é para desaguar em uma candidatura em fevereiro do ano que vem.”

“Temos agora até fevereiro para pavimentar, organizar e construir essa candidatura e que ela possa ser vitoriosa. Evidente que será uma decisão e uma eleição muito difícil, mas vou colocar meu nome à disposição. Acredito que, ganhando ou não, vou satisfazer a vontade de um grupo de deputados na Casa que tem o desejo de me ver como presidente, por entender que posso qualificar a gestão da Câmara”, disse Jovair Arantes.

Deputado federal e presidente do PTB em Goiás, Jovair Arantes esteve em Goiânia na manhã desta segunda-feira (18) para liderar o encontro estadual do partido com os pré-candidatos a prefeito e vereador, no auditório Costa Lima, na Assembleia Legislativa de Goiás.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Alves

Eduardo Cunha foi muito importante para o Brasil dos corruptos, golpistas, vingativos, hipócritas, conservadores e trouxas. Se você se encaixa em algum desses perfis, está bem servido com ele, que vai lhe fazer muita falta.