Para garantir disputa à Prefeitura de Goiânia em 2020, Major Araújo deixa PRP

Partido atual do deputado se fundiu ao Patriota na segunda-feira, 17, devido à cláusula de barreira

Major Araújo | Foto: reprodução

O deputado Major Araújo (PRP) é um dos que deixam o partido após a fusão com o Patriota. Ele mira na eleição para a Prefeitura de Goiânia em 2020 e, para isso, já dialoga com dirigentes do PSL para possível filiação. A junção abre janela na Justiça Eleitoral para isso.

Com a união das siglas, o partido passa a aderir o nome Patriota, o que não agradou Araújo. “Eu tinha um compromisso com o PRP, estou nele há dois mandatos, mas a fusão como foi feita não me interessa”, disse. Segundo o deputado a ideia agora é ir para um grupo que lhe garanta uma bancada e lhe respalde na pré-candidatura para a administração municipal da Capital.

“Eu tenho o sonho de concorrer e nunca tive essa oportunidade, quero ir para uma sigla que me dê chance de homologar meu nome pelo menos como pré-candidato”, explicou. Araújo disse que recebeu convite do governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) para incorporar o Democratas, mas já avaliou como inviável por considerar que lá não terá chance de disputar Prefeitura.

Major Araújo, então, vislumbrou o PSL como a opção que melhor atende seus interesses no momento. “Já conversei com os dirigentes e acho que tudo converge para que eu possa efetivar essa transição”, disse. O deputado destaca que a nova sigla lhe possibilitaria ser parte de uma bancada, o que, segundo ele, nunca lhe foi possível antes.

Ele disse, ainda, que só volta atrás da pré-candidatura caso o Delegado Waldir (PSL), que é um nome forte atualmente e foi campeão de votos para deputado federal, decidir pleitar o cargo. “Mas ele já disse que não tem essa pretensão, porque tem outros projetos, mas se ele voltar eu atrás, eu, automaticamente, retiro meu nome e passo a apoiá-lo”, explicou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.