Para 61,4% dos brasileiros, decisão do STF pode resultar em aumento da corrupção

Ao todo, pessoas de 166 municípios foram consultadas. Confiança da pesquisa é de 95%

Plenário do STF | Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Com o objetivo de consultar a população brasileira sobre o fim da prisão em 2ª instância, a Paraná Pesquisas realizou um levantamento, entre os dias 11 e 13 de novembro, em 166 diferentes municípios do País. Ao todo, foram consultadas 2.640 pessoas.

Os números mostraram que 61,4% dos entrevistados acreditam que, com o fim da prisão em 2ª instância a corrupção no Brasil tende a aumentar. 27,2% disseram que tudo deve continuar como está, enquanto, 7,2% pensa que poderá diminuir. 4,2% dos entrevistados da Paraná Pesquisas não quiseram ou souberam responder.

Na segunda etapa da pesquisa os entrevistados tiveram que responder o seguinte questionamento: o fato do STF ter acabado com a prisão em 2ª instância para a sua vida isso é muito importante, importante, pouco importante ou nada importante?

24,6% disseram que a decisão é muito importante, 27,2% importante, 12,2% consideraram indiferente, 12,3% pouco importante, 18,2% nada importante. 5,5% dos entrevistados não souberam ou quiseram responder o questionamento. A confiança é de 95%.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.