Em inauguração de comitê político, Iris Rezende reforça que paixão pelo povo continua sendo o foco da campanha

O candidato ao governo, junto com Caiado e Armando Vergílio, celebrou o povo no local e disse que se sente mais disposto do que quando tinha 50 anos

comite_iris (20)

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Aclamado pelo povo. É assim que Iris Rezende (PMDB) gosta de fazer sua política, entrando não pelos fundos, mas pela porta da frente do seu novo comitê político. Situado na Avenida 85, o ponto fica próximo ao viaduto João Alves de Queiroz (antiga Praça do Chafariz) construído em sua última gestão como prefeito de Goiânia. A inauguração do comitê significa que, oficialmente, a campanha começa. “Eu falo, olhando para os olhos de vocês: vou chegar ao governo segurando de um lado nas mãos de Deus e do outro, do povo. É esse calor humano, essa vibração que me dá força, que dá sentido para a minha vida”, disse o líder peemedebista.

Junto de seu candidato ao Senado, Ronaldo Caiado (DEM), e o candidato a vice-governador Armando Vergílio (Solidariedade), Iris chegou onde uma quantidade significativa de pessoas de bairros distantes da Avenida 85 estavam balançando bandeiras, como duas vizinhas do Residencial Real Conquista, que estavam no local. Uma de 51 anos e outra de 38, as amigas trabalham como pedreiras em uma construtora não muito longe dali, e não só balançaram bandeiras para Iris Rezende por R$ 40 (além de esperar trabalhar na campanha), como também acreditam no candidato e dizem que irão votar no peemedebista. “Ele é um homem do povo, humilde”, disse uma delas.

E é isso que Iris Rezende irá explorar como sendo o seu diferencial. Ônibus e mais ônibus cheios chegaram ao local, e pessoas do Jardim Itaipu, Real Conquista, Albino Boa Ventura, Itamaracá, Cerrado, entre outros setores, desciam para balançar bandeiras para o candidato, e encher o comitê a fim de deixá-lo como ele gosta: cheio do povo.

O candidato garante que agora, com a inauguração do comitê, a equipe já está preparada para iniciar os trabalhos. “Amanhã (16) já vamos começar uma peregrinação pelo Estado com diversas reuniões com lideranças.” De fato, o peemedebista precisa correr se pretende alcançar seu maior adversário, Marconi Perillo (PSDB), que vem percorrendo as cidades do interior de Goiás desde agosto do ano passado. “Pretendemos andar por cada município para levar a nossa mensagem.”

A proposta, segundo ele, é de colocar o governo de Goiás no seu lugar certo: nas mãos do povo. O candidato aponta que os problemas estão nas diversas áreas, como Educação e Segurança Pública. Ainda criticando o governo de Marconi Perillo, Iris sustenta que em breve os jovens não terão oportunidade de emprego nenhum, pois não há indústrias novas. “A Celg acabou, e com isso a energia elétrica também vai acabar”, disse, completando: “80% do que existe de infraestrutura em Goiás em muitas áreas foram realizadas nos meus dois governos.”

E para aqueles que dizem que Iris é um homem velho, que não sabe das novidades de Goiás, que não conseguiria seguir com a campanha, tampouco com o governo do Estado, o peemedebista garante: “Estou com a mesma disposição de 50 anos.”

Ronaldo Caiado, em seu discurso, sustentou que Iris vai implantar um “regime de tolerância zero”. “Ou o bandido muda ou vai ter o que merece”, afirmou. O candidato disse que o que está em jogo é o futuro de Goiás, não o desejo pessoal dos políticos. “Goiás não é para endeusar político.” Elogiando Iris, relembrando as Diretas Já (que, segundo ele, é um momento histórico na história do peemedebista) Caiado sustentou que o funcionalismo público foi resgatado por Iris Rezende. Além disso, o deputado federal garantiu outros pontos dos quais pretende lutar, pedindo o voto da população. “Nunca levei meu nome em negociata. Me deem a chance de lutar pela maioridade penal aos 16 anos”, disse, apresentando uma das propostas de sua campanha, tida como polêmica.

A ordem inicial era não basear o discurso em ataques ao adversário, mas tanto na fala de Iris quanto na de Ronald Caiado, críticas ao governo de Marconi Perillo puderam ser identificadas. “É uma preocupação, um descontentamento generalizado”, disse Iris Rezende, que mostrou em seu discurso que um dos seus focos agora são os funcionários do Estado. “Seja do funcionalismo público ou na população, você não sente satisfação em nenhuma área da administração publica.”

Otimismo, fé e confiança no futuro. São essas as palavras ditas por Iris Rezende ao ser questionado sobre qual será a principal mensagem de sua campanha. As críticas quanto ao fato de Iris sempre lembrar de seu passado foram rebatidas pelo candidato, que disse: “Meu passado me dá a credibilidade necessária. Eles não têm o passado que eu tenho, por isso não querem que falo nisso. Nunca brinquei de fazer política. Sempre governei com responsabilidade e espírito público”, afirmou.

Iris Rezende diz acreditar que “o povo não vai ser levado por propostas de última hora.” “Se não fizeram em 16 anos, porque fazer agora?”, questionou, se referindo ao governo de Marconi Perillo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Sonia Porto

Com Iris Rezende Machado podemos fazer um final feliz!!!!