Pai do deputado Olyntho Neto se entrega à Polícia Civil

Advogado teve prisão decretada e estava foragido desde o dia 12

O advogado João Olinto Garcia de Oliveira, pai do deputado estadual Olyntho Neto (PSDB), se entregou à Polícia Civil na terça-feira (27/11). Alvo da “Operação Expurgo” que investiga irregularidades no armazenamento de lixo hospitalar, o advogado teve prisão decretada e estava foragido desde o dia 12.

Ao se apresentar, Oliveira disse que a decisão de se entregar já tinha sido tomada antes mesmo da prisão de seu filho, o advogado Luiz Olinto, na noite de domingo (25) acusado de obstruir as investigações da operação.

João Olinto relatou que está convalescendo de uma “cirurgia de fígado e vesícula” e informou que já retirou a sonda e bolsa coletora que vinha utilizando, mas que ainda usa uma faixa longa na região do abdômen.

O juiz direito plantonista, Luis Otávio de Queiroz Fraz, determinou que Oliveira seja recolhido no Comando-Geral da Polícia Militar, por sua condição de advogado, assim como houvera ocorrido com seu filho, Luiz Olinto, que ainda se encontra encarcerado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.