Página de Michel Temer começa a usar hashtag #ONovoBrasilJáComeçou

Presidente interino postou em seu Facebook que medidas adotadas pelo “novo governo” começam a surtir efeito na recuperação de empregos, prevista para o segundo semestre

Foto: Reprodução/Facebook

Com a hashtag #ONovoBrasilJáComeçou, Michel Temer enaltece esperança de segundo semestre melhor na geração de empregos em cenário com cinco Estados de 27 com saldo positivo de empregos em maio | Foto: Reprodução/Facebook

Em sua página no Facebook, o presidente da República interino Michel Temer (PMDB) postou às 17h58 deste domingo (26/6) comentário sobre uma possível recuperação econômica a partir do segundo semestre de 2016 com o link de uma notícia do Portal Brasil, do governo federal. A postagem veio acompanhada da hashtag #ONovoBrasilJáComeçou.

Antes, as postagens vinham acompanhadas da hashtag #NovoGoverno, em referência ao interino iniciado a partir do afastamento e aceitação do pedido de abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT) em 12 de maio.

Na matéria compartilhada, com o título Ministério espera melhora do emprego no 2º semestre, publicada no final da tarde de sexta-feira (24), o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, disse que o mercado “começa a reverter a tendência de perda de postos de emprego”.

Com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a matéria do Portal Brasil informa que houve retração na queda de empregos em maio de 2016 se comparado com maio de 2015, quando 115.559 vagas de trabalho deixaram de existir no mercado.

Nos dados utilizados no texto, apenas cinco Estados de 26, além do Distrito Federal, tiveram um maio positivo na geração de empregos. Goiás gerou 153 vagas a mais do que perdeu. Minas Gerais lidera a lista de maio com 9.304 empregos, Espírito Santo 1.226 no saldo positivo de vagas de trabalho, Goiás e depois Acre com 147.

Distrito Federal e os outros 21 Estados brasileiros registraram quedas não divulgadas no texto de vagas de trabalho. O texto que baseia o otimismo de Michel Temer é encerrado com a seguinte frase: “Parte da crise que o País vive foi causada pelos desequilíbrios financeiros ocorridos antes da chegada do governo em exercício”.

Veja a postagem deste domingo:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.