Padre denuncia que é assediado por uma mulher há sete anos

O sacerdote tem 49 anos e a mulher, 66 anos. Mesmo admoestada pela comunidade, ela insiste em manter um caso com o religioso

padre José Silvino img_905x603$2016_06_03_22_47_47_541067

Padres são acusados de pedofilia e outros tipos de assédio. Pois agora ao menos um padre, José Silvino, da Basílica de S. Pedro, no Toural Guimarães, em Portugal, decidiu que irá denunciar à Justiça que é vítima de assédio de uma mulher de 66 anos há sete anos. “Vou mesmo apresentar queixa, é preciso resolver isto por meios legais”, sublinha.

A mulher, segundo o jornal “Correio da Manhã”, “segue todos os passos do sacerdote”. O padre frisa que “a situação mantém-se igual. Nada muda, mesmo depois do comunicado que fizemos para todos os fiéis”. Ele tem 49 anos. Mas, mesmo denunciada publicamente, a mulher não desiste. Quer o padre para chamar de seu e não aceita um “não” como resposta. Está apaixonada.

A mãe do padre, exaltada, à porta da igreja, disse: “O meu filho tem sofrido muito por causa desta mulher”. Um advogado da Igreja está examinado o caso e vai fazer uma denúncia “por perseguição e assédio”.

Deixe um comentário