Pacto Social Goiás Pela Vida destaca importância da educação no combate à violência

Autoridades destacaram necessidade de unir esforços para reduzir a evasão escolar e conseguir construir cultura de paz

Delegado Emmanuel Henrique destacou a importância de manter as crianças na escola | Foto: Jota Eurípedes

Delegado Emmanuel Henrique destacou a importância de manter as crianças na escola | Foto: Jota Eurípedes

 

“Temos que reduzir drasticamente a evasão escolar. As escolas salvam vidas”, afirmou o superintendente de Ações e Operações Integradas da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), delegado federal Emmanuel Henrique, durante a conferência municipal do Pacto Social Goiás Pela Vida, em Aparecida de Goiânia. No ato, ele representou o vice-governador José Eliton (PSDB).

“Um número do Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB) me chama atenção: 94% dos menores que foram mortos pelo crime não estavam mais na escola. Isto não pode mais acontecer”, analisou o delegado. O evento realizado na manhã desta segunda-feira (05/12), contou com a presença do prefeito da cidade, Maguito Vilela (PMDB), do delegado geral da Polícia Civil, Álvaro Cássio, do comandante da Polícia Militar, coronel Divino Alves, e de outras autoridades estaduais e municipais.

A apresentação do projeto foi feita pelo superintendente do Pacto Social Goiás Pela Vida, Rogério Felix, que destacou as linhas de ações a serem desenvolvidas pelo programa em busca da redução da criminalidade por meio de ações transversais de segurança primária. A ação coordenada pela SSPAP é uma união de esforços entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além da sociedade civil, e tem o objetivo de coibir a criminalidade.

O prefeito Maguito Vilela disse que a reunião tem capacidade para debater e colaborar com a melhoria dos índices de criminalidade. “Aparecida conta com parceria do Governo Estadual nesta caminhada pela segurança pública”, destacou. “Lembro da inauguração do IML do município, entregue pelo governador Marconi Perillo [PSDB], como exemplo de parceria construtiva”, pontuou.

O delegado federal Emmanuel Henrique ainda lembrou que “a atuação qualificada das forças policiais tem diminuído os indicadores criminais”.  Segundo ele, “a segurança pública é dever do Estado e responsabilidade de todos. O trabalho de prevenção, com o serviço de inteligência integrado, é primordial para as forças de segurança”.

Titular da 4ª Vara Cível da comarca de Aparecida de Goiânia, o juiz Hamilton Gomes Carneiro ressaltou que “o Judiciário está à disposição das forças de segurança e da população”. De acordo com o magistrado, o Pacto Social Goiás Pela Vida é fundamental para uma reação ao crime organizado.

O comandante da Polícia Militar, coronel Divino Alves, e o delegado-geral da Polícia Civil, Álvaro Cássio, destacaram a integração das forças de segurança como uma das ações que contribuem para a melhoria dos indicadores de criminalidade. Também apontaram a participação da sociedade no combate à violência.

O programa

Aparecida de Goiânia é o 13º município a implantar o Pacto Social Goiás Pela Vida. Águas Lindas de Goiás, Novo Gama, Trindade, Senador Canedo, Goiânia, Itumbiara, Rio Verde, Formosa, Planaltina, Santo Antônio do Descoberto, Alexânia e Goianésia já aderiram à iniciativa.

O programa une diferentes órgãos públicos das esferas federal, estadual e municipal em cinco eixos de atuação: prevenção social, segurança cidadã, intervenção urbana e ambiental, inteligência e estratégia e repressão qualificada. A meta é construir um conjunto de ações de curto, médio e longos prazos que fortaleçam a redução dos fatores que causam crimes, transformando a cultura de violência na de conciliação e pacificação.

O Comitê Executivo do Pacto Social é composto por 12 representantes tanto do governo quanto da sociedade. Eles se reúnem mensalmente e são responsáveis por acompanhar as ações pactuadas e os resultados alcançados, permitindo um mapeamento real e a adoção de soluções para reduzir índices de criminalidade no Estado.

No total, serão 23 encontros e, ao final, será realizado um fórum com abrangência estadual, onde será apresentado um plano estratégico, cujas ações serão resultado das discussões nos municípios. A ação será instalada nos municípios de Cidade Ocidental e Valparaíso na próxima quarta-feira (07). (Com informações da SSPAP)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.