Aparar as arestas no relacionamento e diálogo entre o Paço Municipal e os vereadores da capital. Essa foi a motivação que levou o secretário de Governo, Jovair Arantes e o procurador-geral do município, Gustavo Cruvinel, a se reunirem em reservado com a maioria dos representantes do Poder Legislativo no final desta manhã na sala da presidência da casa.

A reunião contou com a presença de 32 dos 35 vereadores da 19° legislatura e trouxe ainda deliberações sobre a execução das emendas impositivas do exercício de 2022 bem como a redistribuição dos cargos comissionados entre os integrantes da base aliada do prefeito Rogério Cruz.

Líder do prefeito na casa, o decano Anselmo Pereira (MDB) elogiou a iniciativa de estabelecer um novo diálogo a partir da experiência de Jovair Arantes e ressaltou que a ferramenta do orçamento impositivo ainda está em amadurecimento na política municipal.

“As emendas impositivas são um instituto novo que não tem nem cinco anos. Nós na Câmara temos vivenciado a indicação de uso desse recurso de uns três anos para cá. Em 2022 houve uma aplicação de 90%, mas nós queremos chegar aos 100%, o que deve acontecer com a execução do orçamento deste ano que começará ainda esse mês”, projetou.

Jovair reafirmou o compromisso do executivo em cumprir a totalidade das emendas empenhadas, bem como garantir a transparência na exposição do avanço etapa por etapa de cada emenda. “Essa é a nossa meta, pois o prefeito Rogério Cruz tem feito um trabalho de captar recursos e lançou o programa Goiânia Adiante que investirá mais de R$ 1,7 bi em para fazer obras importantes que a sociedade exige. Queremos rapidez na execução das emendas impositivas, pois temos que atender aos vereadores e a população que deseja um melhor atendimento na Saúde e na Educação”, evidenciou.

Na ocasião, Gustavo Cruvinel entregou em mãos para cada parlamentar uma cópia física de um guia prático de emendas parlamentares impositivas, que orienta o passo a passo desde a elaboração, passando pela execução e prestação de contas do que foi executado em cada emenda parlamentar que é imposta ao Executivo.