Pacientes da UTI do Hospital Materno Infantil recebem visita virtual

“Estamos usando a tecnologia ao nosso favor, para garantir a humanização do cuidado ao nosso paciente”, destaca diretora técnica

O Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI), unidade da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), adotou a visita virtual aos pacientes internados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) da unidade. “Com esse contato virtual estreitamos os vínculos e favorecemos o bem-estar dos internos, nesse momento tão difícil que estamos vivendo”, afirma a diretora técnica do HMI, Sara Barbosa.

Com as visitas presenciais suspensas desde o dia 23 de março, como parte do protocolo de segurança e prevenção do novo coronavírus (Covid-19), a nova ferramenta é fundamental. Além de proporcionar a segurança tanto dos pacientes como de seus parentes, garante o elo entre as duas partes. Além da chamada de vídeo, os familiares recebem diariamente, das 14h às 15h, o boletim médico com a situação clínica dos pacientes.

Frente ao contexto emocional e social do paciente, diante da pandemia e precaução imposta, o setor de Psicologia, através de seus profissionais que acompanham de perto os pacientes, implementou formas de aproximação do paciente com sua rede de suporte social. Daí, a disponibilização da chamada de vídeo, garantindo a visita virtual aos pacientes.

Vínculo afetivo melhora quadro emocional

Segundo a coordenadora do setor de Psicologia, Flávia Zenha, através dessas chamadas de vídeo o paciente sente que não foi abandonado. “Os pacientes recebem o carinho e apoio de seus familiares e com isso mantém o vínculo afetivo, o que resulta numa melhora em seu quadro emocional e consequentemente no estado físico”, afirma a psicóloga.

As chamadas de vídeo são realizadas duas vezes na semana para os pacientes acordados e conscientes. A psicóloga liga antes para a família, para explicar o propósito da nova forma de contato, dar notícia do paciente internado, sondar o que será conversado e agendar o horário da visita virtual. No horário marcado, o profissional liga novamente e acompanha todo o processo.

Para Sara Barbosa, é hora de se reinventar e redobrar os cuidados com os pacientes. “Diante da impossibilidade de receberem visitas nos leitos, estamos usando a tecnologia ao nosso favor, para garantir a humanização do cuidado ao nosso paciente”, salientou a diretora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.