O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, deve devolver a Medida Provisória editada na última segunda-feira (6) pelo presidente Jair Bolsonaro que faz alterações no Marco Civil da Internet. A medida seria uma retaliação a postura do presidente da República nos atos de 7 de setembro, ocasião que novamente atacou as instituições, principalmente o STF.

Na noite de ontem, a presidência do Senado anunciou o cancelamento das sessões deliberativas remotas e as reuniões de comissões que ocorreriam nesta quarta-feira (8) e nos próximos dias. O temor é pela segurança.

Na manhã de hoje, manifestações bolsonaristas tentaram invadir o Ministério da Saúde. A tarde, mais de cem caminhões ocupam a Esplanada dos Ministérios e são usados para pressionar pela derrubada do bloqueio que dá acesso ao Supremo e ao Congresso Nacional.