Organizações geram polêmica ao promover desfile de crianças para adoção

Evento foi organizado por Associação de Apoio à Adoção em parceria com a OAB-MT. Internautas dizem que evento expõe as crianças 

Um evento realizado pela Associação Mato-grossense de Apoio à Adoção (Ampara) na terça-feira, 21, gerou polêmica nas redes sociais. Em sua segunda edição o “Adoção na Passarela” defende dar “visibilidade a crianças e adolescentes de 4 a 17 anos que estão aptas para adoção”. O evento teve apoio da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT). Mais tarde figuras políticas e internautas criticaram a ação.

Conforme explica uma das organizadoras do evento, a presidente da Comissão Nacional da Infância e Juventude da OAB-MT, Tatiane de Barros Ramalho, o evento seria “uma noite para que os pretendentes – pessoas que estão aptas a adotar – poderem conhecer as crianças”. Ela relata que na última edição dois adolescentes foram adotados.

Entretanto o formato do evento não repercutiu positivamente na internet. No Twitter o ex-presidenciável Guilherme Boulos afirmou que expor as crianças para os chamados pretendentes a serem pais é uma “perversidade inacreditável”. Confira: 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.