Operador do “doleiro dos doleiros” é preso no Rio de Janeiro

Principal alvo da Operação, no entanto, segue foragido. Esquema de lavagem do “doleiro dos doleiros” já atingiu US$ 1,652 bilhão

Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

Em desdobramento da Operação Cambio, desligo, policiais da força-tarefa da Operação Lava Jato no Rio prenderam, na manhã desta terça-feira, 9, Mario Libman. Ele é tido como um operador ligado a Dario Messer, o “doleiro dos doleiros”. As informações foram divulgadas pelo jornal O Globo nesta terça.

O jornal carioca destaca que Mario foi surpreendido por volta das 6h30 em Ipanema. Seu filho, Rafael Libman, também é procurado pela polícia. Mario é ex-marido de Denise Messer, filha de Dario.

O Ministério Público Federal (MPF) afirma, segundo a reportagem, que os Libman tiveram atuação facilitada no esquema por conta da união entre Rafael e a filha de Dario. 

O MPF acusa Messer de usar empresas de Libman para movimentar, entre 2011 e 2016, cerca de R$ 31,8 milhões. Os valores foram utilizados mais tarde para reformar uma cobertura de Messer no Leblon e para aquisição de novos terrenos.

Com base em delações de doleiros, a Força-Tarefa já havia identificado o repasse de R$ 13 milhões oriundos de esquema criminoso à Limbman. De acordo com as investigações, uma sala comercial do Shopping Cassino Atlântico, era usada para o recebimento de dinheiro ilícito. A Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão no estabelecimento comercial na manhã de hoje.

Messer, segundo a reportagem, tem ordem de prisão no Brasil e Paraguai. O esquema de lavagem de dinheiro o doleiro atingiu US$ 1,652 bilhão. Ele está foragido desde abril deste ano e é tido como o principal alvo da Operação Cambio, desligo. Os mandados de prisão foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. (Com informações do Jornal O Gobo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.