Operação Perlage mira proprietários de rede de farmácias da capital

Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão. Associação criminosa vinha comercializando ivermectina e testes para a Covid-19 contra as normas da vigilância sanitária

Foto: Reprodução

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária (DOT), com apoio da Secretaria da Economia e Vigilância Sanitária Municipal, deflagrou nesta terça-feira, 17, em Goiânia, a segunda fase da Operação Perlage. A operação tem como alvo um grupo empresarial do ramo de farmácias estabelecido nesta capital. Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão.

Na primeira fase da Operação Perlage, foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão, além da apreensão de armas de fogo, medicamentos armazenados inadequadamente e meia tonelada de insumos para refino de substâncias entorpecentes.

As investigações apontam que a associação criminosa vinha comercializando o medicamento ivermectina e testes para a Covid-19 contra as normas da vigilância sanitária, mediante utilização de notas fiscais fraudulentas e sem o recolhimento dos tributos devidos.

Nesta nova fase operação, os focos são empresários proprietários de uma rede de farmácia que estavam se utilizando do CNPJ da empresa para fraudar o Fisco mediante comercialização de medicamentos sem recolhimento dos impostos. Foram apreendidos documentos, computadores, telefones celulares e uma arma de fogo.

Auditores fiscais da Secretaria da Economia participaram das diligências e apreenderam dados dos sistemas de informática que propiciarão auditoria completa para estabelecer o montante a título de tributos devidos. Também participaram fiscais da vigilância sanitária que lavraram autos de infração e interditaram os estabelecimentos.

Os investigados responderão por crime tributário, crime contra a saúde pública e associação criminosa, além de terem de arcar com o pagamento dos tributos sonegados acrescidos de multa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.