Operação investiga esquema de fraude no serviço de limpeza da prefeitura de Silvânia

Polícia cumpriu onze mandados e busca e apreensão, sete mandados de afastamento de função pública, entre eles o do prefeito, e dois mandados de prisão temporária

Foto: Reprodução/PCGO

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) deflagrou, na manhã desta terça-feira, 9, a Operação Hércules. A investigação apura o esquema de uma organização criminosa, formada por agentes públicos da Prefeitura de Silvânia e sócios proprietários de uma empresa com o objetivo de fraudar a prestação de serviço público de limpeza.

A Operação Hércules cumpriu onze mandados e busca e apreensão, sete mandados de afastamento de função pública e dois mandados de prisão temporária. Os mandados judiciais foram cumpridos em Goiânia e em Silvânia.

Vale lembrar que um dos mandados de afastamento de função pública foi cumprido contra o prefeito de Silvânia. Os demais, contra
servidores públicos e funcionários da prefeitura desta cidade.

Os crimes de corrupção, peculato-desvio, crimes de falsidade e delitos licitatórios levaram a um prejuízo estimado em R$ 400 mil reais aos cofres públicos do município.

A operação foi desencadeada pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (DERCAP) e Delegacia de Polícia (DP) de Silvânia em parceria com o Ministério Público, Tribunal de Contas e Polícia Técnico-Científica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.