Operação Corsários investiga senadora por supostas fraudes em licitações no Espírito Santo

As suspeitas recaem sobre a senadora Rose de Freitas (MDB-ES) e dizem respeito a desvios e fraudes em licitações

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta, 12, a Operação Corsários, a fim de investigar uma organização criminosa que atuava na Companhia Docas do Espírito Santo, entre os anos de 2015 e 2018.

As suspeitas de desvios de recursos e fraudes em licitações recaem sobre a senadora Rose de Freitas (MDB-ES) e sua família. Foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão contra a senadora e seus familiares nas cidades de Vitória, Cariacica e Serra, no estado do Espírito Santo, e em Brasília, no Distrito Federal.

A organização criminosa pode ter desviado cerca de 9 milhões de reais. Os investigados respondem pela prática dos delitos de exigência de vantagem indevida (concussão), corrupção passiva, corrupção ativa, organização criminosa, fraude em licitações e lavagem de capitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.