Secretário de Educação, Pedro Fernandes, é preso no RJ e ex-deputada Cristiane Brasil é procurada

Esquema de fraude contratual custou quase R$ 120 milhões aos cofres públicos

Agentes na residência da ex-deputada federal Cristiane Brasil. Foto: Reprodução | TV Glovo.

Na manhã desta sexta-feira, 11, o secretário estadual de Educação do Rio de Janeiro, Pedro Fernandes, foi preso na segunda fase da Operação Catarata, que investiga supostos desvios em contratos de assistência social no governo do estado e na Prefeitura do Rio.

De acordo com informações do jornal O Globo, há ainda um mandado de prisão para a ex-deputada federal Cristiane Brasil, que não foi encontrada pelos agentes em sua residência.

Investigação

Na primeira etapa da operação, realizada em julho de 2019, a Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) prenderam sete pessoas suspeitas de fraudar licitações da Fundação Estadual Leão XIII — da qual Fernandes foi presidente.

Conforme o andamento das investigações, a força-tarefa constatou que o esquema incluiu órgãos da Prefeitura do Rio, chefiados por Cristiane Brasil.

O MPRJ afirmou que contratos sob investigação, firmados entre 2013 e 2018, custaram quase R$ 120 milhões aos cofres públicos e sobre os serviços contratados eram cobradas vantagens indevidas que variaram de 5% a 25% do valor acertado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.