Operação autua quatro pessoas por pesca predatória no Lago Serra da Mesa

Envolvidos responderão administrativa e criminalmente

Divulgação

Operação realizada por fiscais da Secima em Niquelândia e Uruaçu, no Lago Serra da Mesa, apreendeu 16 redes, 21 pindas, um jiqui para pesca, oito boias, um tonel utilizado para cevar e 11 quilos de pescado. Quatro infratores foram identificados e autuados em flagrante. Os envolvidos responderão administrativa e criminalmente.

Vários locais denunciados foram fiscalizados, blitze foram feitas em pontos estratégicos e a fiscalização náutica abordou embarcações e pescadores em barranco. Nas abordagens, foi verificado que a grande maioria dos pescadores amadores e turistas agem dentro da lei, e que a pesca predatória, de acordo com levantamento, é feita por pessoas que capturam peixes em grande quantidades e os comercializam ilegalmente.

A Secima esclarece que quem compra pescado irregular alimenta ações criminosas e também podem responder por crime ambiental.

Uma resposta para “Operação autua quatro pessoas por pesca predatória no Lago Serra da Mesa”

  1. Alexandre disse:

    Tem que fiscalizar a cachoeira Baião no Rio das Almas.
    Lá durante a seca os peixes não conseguem subir
    Esse ano na piracema teve uma vendinha que estava divulgando e cobrando entrada pra pegar peixe ate com bomba.
    Tinha tarrafa arpão rede bomba.
    Sacos e sacos de matrizes foram abatidas em plena piracema.
    A partir de setembro as grandes matrizes não conseguem subir a cachoeira do Baião.
    Dai ficam represadas aguardando as chuvas para subir.
    Ai vira festa… a matança vai de meados de Agosto a Novembro.
    A vendinha divulga em Uruaçu. Barro Alto. E até Goianesia.
    É cobrado 20 reais por carro pra entrar.
    E de lá saem milhares de matrizes de caranha pintado barbado e piau.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.