ONU pede à África Central que monte força multinacional contra grupo terrorista

Conselho de Segurança das Nações Unidas condenou os ataques do Boko Haram e exigiu o fim da violência

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) apelou aos países da África Central para que avancem na formação de uma força militar multinacional que combata a organização terrorista Boko Haram, com base na Nigéria.

Em comunicado, o órgão condena os ataques do Boko Haram que usa crianças como bombas humanas. O Conselho de Segurança exigiu o fim da violência.

Na véspera de um encontro de líderes, no Níger, os 15 membros do Conselho de Segurança sugeriram aos países vizinhos da Nigéria que avancem para uma “efetiva, viável e sustentável operacionalização” de uma força multinacional, que derrube a organização islâmica.

O Chade está pronto para contribuir com um contingente militar. O mesmo ocorre com Camarões, Níger, Nigéria e Benim.

A criação de uma força militar multinacional tem sido discutida desde o ano passado, mas divergências quanto à dimensão e ao âmbito das suas operações têm atrasado o envio de tropas.

A posição do Conselho de Segurança da ONU ocorre depois de muçulmanos ligados ao Boko Haram terem feito, no último domingo (18/1), vários reféns no Norte de Camarões. Vinte dos sequestrados foram posteriormente libertados.

Deixe um comentário