Ônibus de Goiânia poderão ter botões de pânico para combater assédio sexual

Projeto de lei do vereador Eduardo Prado cria estabelece o Programa de Combate ao Assédio Sexual no Transporte Coletivo

Delegado Eduardo Prado | Foto: Alberto Maia

Foi aprovado em primeira discussão na última semana o projeto do vereador Delegado Eduardo Prado (PV) que estabelece o Programa de Combate ao Assédio Sexual no Transporte Coletivo.

A proposta prevê o treinamento de motoristas e cobradores e a interligação entre os veículos e o sistema de monitoramento da Secretaria Estadual de Segurança Pública.

Segundo Eduardo Prado, na prática, o projeto prevê a instalação obrigatória de botões de pânico nos ônibus que, ao ser acionados, enviarão um alerta para os órgãos de segurança informando a localização do veículo via GPS, para que possa ser abordado pela viatura mais próxima.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.