Onda de calor chega a Goiás e temperatura deve subir ainda mais

Massa de ar quente e seca deixa região Centro-Oeste em situação de calamidade pública. A boa notícia é que há previsão de chuva para o fim de semana

Autoridades em alerta: riscos de incêndios são maiores com a umidade tão baixa | Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

Autoridades em alerta: riscos de incêndios são maiores com a umidade tão baixa | Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

Embora agosto e setembro sejam conhecidos por serem os meses mais quentes e secos em Goiânia, outubro não deu trégua. No último sábado (17/10), foi registrada em Goiânia a temperatura mais alta já registrada na cidade desde o início das medições, em 1937: 40,4 ºC. E os goianienses devem ficar atentos nos próximos dias, porque uma onda de calor deve deixar a situação ainda mais crítica.

Segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), uma massa de ar quente e seco chegou à região nesta segunda-feira (19/10) e seguirá até quinta-feira (22). O fenômeno meteorológico eleva a temperatura e diminui o índice de umidade do ar, deixando os estados de Goiás, Tocantins e Mato Grosso em alerta de ” grande perigo”, classificação mais séria na escala do Instituto.

Os alertas do Instituto essa semana preveem, além da forte onda de calor, índices críticos de umidade, abaixo de 12%, em grande parte do território goiano, incluindo Goiânia. Segundo a meteorologista do Inmet, Ingrid Peixoto, esses avisos são voltados aos órgãos competentes, como a Defesa Civil, que devem ficar alertas. A situação, de acordo com ela, é um caso de calamidade pública.

Além dos problemas de saúde, como elevação da pressão arterial, desidratação e insolação, também há riscos ambientais, com aumento dos focos de incêndio. As orientações aos cidadãos são, de acordo com Ingrid, as mesmas da Organização Mundial da Saúde (OMS): ingerir muito líquido, não sair ao sol entre 10 e 16h, usar protetor solar e evitar banhos de água quente. Também recomenda-se o uso do umidificador e que as pessoas evitem ar-condicionado e ventiladores voltados diretamente ao corpo, o que pode causar ressecamento.

Mas antes que os goianienses entrem em desespero com a perspectiva de dias ainda mais quentes, uma boa notícia: o período de chuvas deve ter início a partir do fim de semana. A meteorologista disse que as previsões do Inmet indicam que, a partir de sexta-feira (22), a onda de calor será bloqueada e começará o período de chuvas.

3
Deixe um comentário

3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors

Que Deus mande uma chuva abençoada!

ED Truth

Começarão as migrações em massa.

Pedro Henrique Araujo Ferreira

Chuva no fds.. finalmente..