Oito deputados goianos se inscreveram para falar em sessão sobre impeachment

Apenas um deles se manifestará a favor de Dilma Rousseff. Os outros sete subirão à tribuna para defender aceitação da denúncia contra a presidente

| Foto: Alex Ferreira / Câmara dos Deputados

No total, 249 deputados se inscreveram para falar na sessão | Foto: Alex Ferreira / Câmara dos Deputados

Depois de um dos autores do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), Miguel Reale Jr., do advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, e de todos os partidos se manifestarem sobre o afastamento da presidente na sessão desta sexta-feira (15/4) será a vez de os deputados falarem individualmente sobre o tema, em sessão extraordinária deste sábado (16), que começará às 11 horas.

No total, 249 deputados se inscreveram para falar na sessão, 170 deles com posição favorável ao impeachment e 79 deles contrários. Na lista, estão oito dos 17 parlamentares eleitos por Goiás: Fábio Sousa, Giuseppe Vecci e Célio Silveira do PSDB; Delegado Waldir do PR; Alexandre Baldy, do PTN; Daniel Vilela, do PMDB; Heuler Cruvinel, do PSD; e Rubens Otoni, do PT.

Sete dos deputados inscritos querem o impeachment. O primeiro goiano a se pronunciar é Fábio Sousa, que é o 7º parlamentar inscrito para subir à tribuna. Depois é a vez de Delegado Waldir, que será o 68º da lista, seguido por Alexandre Baldy (71º), Giuseppe Vecci (79º), Célio Silveira (94º), Daniel Vilela (122º) e, por fim, Heuler Cruvinel (144º).

Rubens Otoni é o único goiano inscrito para defender o governo e será o 72º dos 79 parlamentares contrários ao impeachment a se manifestar. Ele também deve ser o único a votar pela rejeição da denúncia. O voto de Flávia Morais (PDT-GO) ainda é motivo de dúvida, mas um suposto áudio que circula na internet traria uma declaração dela dizendo que votaria pelo afastamento da presidente.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.