Oi, NET e Claro são as empresas que mais dão dor de cabeça aos goianienses

Procon Goiânia divulgou lista das 10 empresas mais reclamadas no mês de janeiro. Confira: 

oi

A Superintendência de Proteção aos direitos do consumidor divulgou na manhã desta quarta-feira (3/2) as empresas mais reclamadas pelos consumidores goianienses em janeiro de 2016. Em primeiro lugar está a empresa Oi, que oferece serviços de telefonia e fixo, internet e TV a cabo. NET, Claro, Sky e Oi Móvel completam o top 5 de reclamações.

Entre as principais reclamações, estão cobranças indevidas, má prestação e cancelamento de serviços. Para o superintendente do Procon Goiânia, Rodrigo Melo, um dos maiores problemas é a ineficiência do Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) das empresas. “O consumidor, quando entra em contato com as empresas para tentar resolver alguma questão através do SAC não está sendo atendido da maneira correta. Muitas das vezes, inclusive, os problemas não são solucionados”, explica.

As empresas reclamadas pelo consumidor são notificadas pelo Procon Goiânia e têm 30 dias para resolver o problema antes que o processo administrativo seja aberto. “É raro o problema do consumidor não ser solucionado dentro do prazo, já que 90% são resolvidos antes da abertura do processo. No entanto, quando isso não acontece, a empresa pode ser penalizada”, finaliza o superintendente.

O Procon recomenda ainda que o consumidor sempre leia o contrato do produto ou serviço adquirido, tenha todos os protocolos de atendimento e guarde os documentos relativos à relação de consumo.

Veja a lista das dez mais reclamadas de janeiro/2016:
1º – Oi (Fixo, Internet, TV a Cabo)
2º – NET
3° – Claro
4° – SKY
5° – Oi Móvel
6° – Caixa Econômica Federal
7° – Vivo
8° – Celg
9° – GVT
10º – Banco Bradesco Cartões

(Com informações Procon Goiânia)

Uma resposta para “Oi, NET e Claro são as empresas que mais dão dor de cabeça aos goianienses”

  1. Epaminondas disse:

    Se estas empresas investissem em qualidade de serviço ao invés de pagar cachê de homens azuis, estrelas de TV, fazer lobby no governo, virar sócio do filho do Lula e perseguir a Netflix, não estariam nesta lista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.