Ocupação da casa da Rua 20 termina neste sábado com saraus, oficinas e debates

O local tem abrigado, desde o dia 1º, várias atividades artísticas, com entrada gratuita

Este slideshow necessita de JavaScript.

Saraus, oficinas, debates e visitas de escolas públicas marcam o encerramento, neste sábado (15/11), da ocupação da antiga casa da Rua 20, no Centro de Goiânia, realizado pelo Projeto MUdA. O local tem abrigado, desde o dia 1º, várias atividades artísticas, com entrada gratuita.

Com a ocupação, o espaço recebeu intervenções artísticas em suas paredes, portas, muros, janelas e paredes, e se tornou um ponto de encontro para estudantes, profissionais, donas de casa, executivos e crianças. Contribuíram artistas como André Rezende, Laila Loddi, José Augusto Iowa, Marcelo Peralta e Santhiago Selon, artistas locais selecionados pelo projeto além dos paulistas convidados Coletivo Base-V, ASA e Pifo, sob a curadoria de Eduardo Saretta e Haroldo Paranhos do Coletivo RUA.

Outros artistas locais expressaram seu desejo de intervir na casa enriquecendo ainda mais o processo: Mateus Dutra, Evandro Soares, AIOG, Áureo Rosa, Lu Celestino, Pedro Carvalho também imprimiram suas obras na casa.

O ponto foi construído na década de 50 como presente de casamento a um jovem casal de advogados. A fachada de linhas retas e texturas geométricas preserva a intimidade de um sobrado funcional com três salas e cozinha no térreo, quatro quartos e um banheiro no piso superior, com varandas para rua e para um grande quintal nos fundos.

Atualmente propriedade da Academia Goiana de Letras e vizinha à sede da AGL, a casa que estava desabitada há mais de cinco anos foi emprestada para a residência artística temporária do Projeto MUdA, que objetiva dar uma sobrevida ao local, promovendo uma ocupação pública e registrando todo o processo em um minidocumentário, antes que a casa seja demolida para a construção da nova sede da entidade.

O projeto conta com o apoio de Governo de Goiás, da Secult Goiás e do Fundo Estadual de Cultura, com o apoio da Academia Goiana de Letras, do Coletivo Centopeia, do Arte Fora do Museu, da Secult Goiânia e Goiás Criativo.

Sobreurbana, Ocupa Goiânia, Barroca, Balaio, Goiânia Palace Hotel, Acanto Restaurante, Fruto da Tribo, Smith Art e Leinertex colaboraram, e a realização é da Hábil Produção.

Confira a programação para este sábado, último dia da ocupação:

14 horas – Ações colaborativas e Oficina de Dobras com Laila Loddi
16 horas – Identidades na Arte Urbana de Goiás – Encontro 2 – Com a palavra, os artistas residentes da RESIDÊNCIA RESISTÊNCIA, para um bate-papo sobre as experiências e processos durante a ocupação da casa, reflexão e análise dos desdobramentos de residências artísticas para a cena local.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.