Intervenção recebeu aval do MPF após prefeitura comprovar que serviços não vão interferir no traçado e no desenho da praça, que foi tombada em 2014

Foto: Divulgação/Paulo José/Prefeitura de Goiânia

A prefeitura de Goiânia anunciou que, nesta quarta-feira, 23, serão iniciadas as obras do BRT na Praça do Cruzeiro. Lá serão instaladas duas estações de embarque e desembarque de passageiros — uma de cada lado da praça. O estilo segue o mesmo padrão aprovado pelo Iphan para a Praça Cívica.

A intervenção no local vem após aval do Ministério Público Federal, com aprovação unânime do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico Cultural e Ambiental de Goiânia. Isso, porque, a administração comprovou que os serviços não vão interferir no traçado e no desenho da praça, que foi tombada pelo Tribunal de Justiça de Goiás em 2014.

A intervenção permitirá que os bens tombados do local ainda sejam visualizados por quem passa pela praça. Cada plataforma ocupará um espaço no passeio de 3,5 m de largura. Além disso, será feita reconstrução de meios-fios, implantação de calçadas acessíveis e revitalização da iluminação pública, com substituição por lâmpadas de LED.

Agenda

As obras devem ser concluídas em 60 dias e as plataformas devem ficar prontas junto com toda a estrutura do sistema, isto é, em outubro de 2020. O próximo lugar a passar pelas obras é a Avenida 84, seguindo até a Praça Cívica.