Partido oposicionista conquista maioria no Senado dos Estados Unidos, nas chamadas “midterm elections”. Até agora, são 52 cadeiras republicanas, ante 45 democratas

(Foto: reprodução/Amac)
(Foto: reprodução/Amac)

Os republicanos passam a deter pelo menos 51 dos 100 assentos do Senado, continuando a manter o controle da Câmara dos Representantes e selando o domínio sobre o Congresso norte-americano. No último balanço divulgado, os democratas (partido do presidente Barack Obama) perderam sete cadeiras e detêm, agora, 45 lugares. Os republicanos, ao contrário, ganharam sete e conquistaram maioria, com 52.

Os estados da Carolina do Norte, de Arkansas, Dakota do Sul, Montana, da Virgínia Ocidental e do Colorado foram os que mudaram das mãos democratas para as republicanas e abriram a porta aos conservadores para o controle total do Congresso nos últimos dois anos de mandato do presidente Obama.

Essas eleições, destinadas a renovar os 435 assentos da Câmara dos Representantes e um terço do Senado, pautaram-se pelo descontentamento em relação a Obama, que convidou os líderes das duas câmaras para um encontro na Casa Branca na última sexta-feira (31/10).

Do total de lugares em jogo, apenas uma dezena de estados (Iowa, Colorado, Kansas, Carolina do Norte, Georgia, Louisiana, Alasca, Arkansas, Kentucky e New Hampshire) era considerada chave para decidir o controle da Câmara Alta.

Esta é a primeira vez, desde 2006, que os republicanos controlam as duas câmaras do Congresso, o que faz prever um difícil fim de mandato para Obama. O presidente acompanhou as eleições e falou com candidatos de ambos os partidos, segundo o porta-voz Josh Earnest, em sua conta na rede social Twitter.

Uma das primeiras vitórias foi a do senador republicano pelo Kentucky, Mitch McConnell (líder da minoria no Senado) que, com esses resultados, alcança o sonho de se tornar o próximo líder republicano da maioria.

“Amanhã, os jornais vão dizer que ganhei esta corrida (…), mas a verdade é que começamos outra [vitória], mais importante do que a minha, que é a de dar a volta a este país”, disse McConnell, em discurso em Louisville.

O atual líder da maioria democrata, Harry Reid, felicitou McConnell em mensagem no Twitter. “Os eleitores deixaram claro que querem que trabalhemos juntos. Estou preparado para fazer isso”, afirmou.

Segundo pesquisas de boca de urna, oito em cada dez norte-americanos que votaram nessa terça-feira mostraram-se insatisfeitos com o trabalho do atual Congresso e a maioria desaprova a administração do presidente Obama.