OAB Goiás lança projeto de enfrentamento à desinformação e a corrupção eleitoral; veja como denunciar

Eleições de Fato contará com um site e perfis nas redes sociais para acolher denúncias dos eleitores e divulgar conteúdos que servirão para identificar fake news

Com objetivo de enfrentar a desinformação e a corrupção nas eleições de 2022, a Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO) lançou o Eleições de Fato. A iniciativa é da Comissão Especial de Combate à Desinformação e Corrupção Eleitoral.

De acordo com a OAB, o movimento contará com um site, perfil no Instagram e um canal de WhatsApp para acolher denúncias dos eleitores e divulgar conteúdos que servirão para identificar as fake news, com carimbos como: falso, distorcido, exagerado, insustentável ou contraditório, como um “fact checking”.

Ao Jornal Opção, o presidente da Comissão Especial de Combate à Desinformação e Corrupção Eleitoral, Samuel Balduino, afirmou que o site estará disponível em julho, mas a conta no Instagram já está em funcionamento. Além disso, Balduino ressaltou que estão sendo promovidos debates sobre eleições em diversas cidades do estado. Os municípios de Porangatu e Jataí já receberam o projeto. O próximo encontro regional do Eleições de Fato será em Itumbiara, na quarta-feira (22), às 19 horas. Em sequência, Anápolis recebe a equipe, no dia 29 de junho, também às 19h.

Em Porangatu, última cidade em que o encontro foi realizado, dois juristas promoveram o debate e palestras com os presentes. Primeiro, o juiz do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO), Laudo Natel Mateus, que falou sobre as consequências jurídicas do combate à desinformação. Em seguida, o advogado Wandir Allan de Oliveira e representante da OAB-GO, falou sobre as eleições de 2022 e os principais pontos para serem focados na área da advocacia.

Para realizar as denúncias e acompanhar as notícias e checagens, basta acessar o perfil do projeto no Instagram. As queixas podem ser feitas na seção de mensagens do próprio perfil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.